Parece que agora vai. Ser feliz para alguns ainda é mito. Para outros algo que depende de fatores externos. Para outros exige esforço, mas para os despertos é natural, é fácil, está disponível todo os dias, a qualquer hora.

E agora? Agora o ser humano não terá escolha, precisará SER humano para acessar os ingredientes que estão disponíveis dentro de si mesmo.

Muitas pessoas não sabem o que é a felicidade, porque nunca sentiram. Não sentem porque não acreditam, suas vidas são voltadas para os resultados externos e a espera torna-se infinita.

São milhares de provas sociais de indivíduos em empresas, universidades e todo tipo de empreendimento que obtém resultados onde todos ganham, mas a dualidade ainda esta presente para alguns. A dúvida provém da inexperiência e da falta de autoconhecimento.

 

Alguns ainda esperam pelo reconhecimento externo para se moverem, e então experimentam alguns segundos de felicidade que advém de uma promoção no trabalho ou de um presente que receberam e assim passam suas vidas.

Sendo que a felicidade inunda o nosso ser, transborda nossa alma de amor e plenitude, nos faz enxergar o voo da joaninha. O micro e o macro cosmos, nos faz sentir parte do universo, nos permite conectarmos com pessoas altamente felizes e criativas que nos auxiliam ainda mais na nossa jornada.

Nos faz sermos quem somos, não precisamos mais ter vergonha, medo ou dúvida, simplesmente nos movem para o desconhecido com entusiasmo.

 

O desconhecido é fascinante para quem “carrega” felicidade na sua bagagem.

Se algo não acontecer como o esperado, não há frustração, pois não houve expectativa, simplesmente, sabemos que algo ainda melhor esta por vir, e a jornada torna-se ainda mais estimulante. O que acontece no ser desperto e feliz, somente ele poderá dizer, pois é algo interno, seu cérebro muda, sua bioquímica muda, sua visão de mundo muda, suas células respondem de forma mais rápida, mais saudável.

 

Para este novo SER humano não existe certo ou errado, não existe julgamento, não existe impedimento, todo o seu foco está nas soluções onde todos ficam felizes, onde não existe a competição, a comparação e muito menos a corrupção.

Nada passa desapercebido, é possível ajudar e fazer o bem em qualquer local, em qualquer situação, mesmo diante de inúmeras adversidades, sempre aparecerá por meio da sua intuição um ou mais caminhos e tudo ficará bem.

 

A felicidade é uma delícia. Uma decisão que abre portas e mais portas, também fecha portas nos promovendo para o próximo nível. Não há apegos, não há sofrimento, tudo está num fluxo constante e intermitente.

Hoje estou bem, amanhã estarei ainda melhor.

Para surfar na felicidade, é necessária a experiência, é necessário praticar o amor incondicional, a gratidão a tudo, o mover-se para o outro a partir de si mesmo, espontaneamente, livremente.

 

A felicidade não é um negócio, não é algo que se faz esperando algum retorno. O novo SER humano virá quando entendermos que somos cocriadores da própria realidade e que nada está na sua vida que não tenha sido convidado por você mesmo.

O paradigma mudou e agora precisamos desenvolver nossas habilidades com maestria. Seres humanos mais felizes já estão colhendo os frutos da nova era e você onde está?.

 

Lembre-se tudo o que aprendemos um dia pode não funcionar mais daqui para frente. Precisamos buscar dentro de nós novos caminhos. O mundo externo é apenas um reflexo do mundo interno.