Evolução ou involução? Não existe o caminho do “meio”.

Estamos num momento de transição que impactará a humanidade para sempre. Parece um caos, não é mesmo? Tudo está sendo revelado de forma acelerada. Nada poderá ser ocultado. O ser humano está sendo convidado a elevar-se a um outro “patamar” de consciência.

As relações disfuncionais não funcionarão mais. Entendendo como disfuncionais as relações de autoridade e poder, do ganha-perde, da competição voltada ao lucro, das falsas parcerias e dos falsos mestres.

Todas as relações estão sendo questionadas, pais e filhos, empregadores e empregados, cônjuges, etc..

Porém em meio ao caos emerge uma nova visão, um ser humano mais consciente do seu papel no mundo e que não mais se submeterá a estruturas rígidas e desgastadas, empresas que não promovem o desenvolvimento das pessoas ficarão para trás.

 

Um ser humano mais consciente torna-se autorresponsável pela sua realidade e não poderá atuar num ambiente onde não haja compromisso e integridade. A energia é incompatível.

Dessa forma, os semelhantes já estão cocriando organizações e projetos com propósitos orientados a invenção de produtos e serviços mais adequados para o “novo” ser humano.

Estamos num momento de uma grande mudança energética do nosso planeta, tornando necessário que cada indivíduo perceba seus próprios “padrões” vibratórios, o que está “alimentando” para sua vida.

 

Quando alimentamos ódio, desarmonia, e todo tipo de energia negativa, afetamos nossos corpos, físico, mental, emocional e energético, e assim nos tornamos vulneráveis às doenças e todo tipo de situações desconfortáveis e desnecessárias.

Torna-se necessário e urgente que cada individuo assumo o compromisso de cuidar-se em primeiro lugar, mas não estamos falando apenas do visível, mas do invisível.

 

Sua mente ninguém vê, apenas você, mas seu conteúdo emana uma vibração.

Estamos num mundo de causa e efeito, logo tudo que emanamos, recebemos. Ao nosso redor existe um campo eletromagnético que precisa ser cuidado com pensamentos, sentimentos e ações que levem amor e compaixão para si e para os demais.

 

Precisamos cuidar uns dos outros para que este processo de transição seja menos traumático para todos nós e principalmente para as novas gerações que estão chegando. O tempo de reflexão está se esgotando, precisamos agir, porém agir com consciência, entendendo que somos responsáveis pela cocriação da nossa realidade.

A salvação não irá chegar, ela está dentro de nós esperando que tenhamos uma iniciativa, uma intenção genuína de atuarmos de fato no desenvolvimento de nossas vidas, tornando assim o nosso planeta mais saudável, mais feliz e mais próspero.

 

Alguns dirão, mas como funciona isso na prática?

Em 2014 tive a oportunidade de conhecer o Grupo Jacto, na cidade de Pompéia, SP onde fui surpreendida logo na entrada com os valores praticados pela empresa. Todos me receberam com carinho e respeito. Essa empresa trouxe diversos ensinamentos para minha vida pessoal e profissional.

Nesse vídeo divulgado no ano de 2019, o Grupo Jacto passa por um momento histórico, a chamada Transição Intergeracional. Para refletirmos.