Principais sintomas de uma mentalidade focada no “velho paradigma”.

Sintoma 1: Falta de energia.

O cansaço físico revela que existe um desgaste enérgico. Se você está trabalhando em algo que não te faz feliz, que não te traz alegria, sua energia será drenada, pois está atuando contra o seu propósito maior, o chamado, “nadar contra a corrente”. Tudo fica “pesado”.

Na minha experiência, isso se apresentou fortemente, pois carregava a “bagagem” de outras pessoas.

Questões que não eram de minha responsabilidade, eram assumidas inconscientemente, pois acreditava que isso representava “ajudar os outros” e na verdade eu não estava ajudando ninguém.

Então pare e reflita, se não está se ajudando, se não está crescendo com o que você faz, você está na direção errada. Ajudar os outros começa por ajudar a si mesmo. Torne-se egoísta por um instante apenas, e começará a mudar o fluxo da energia a seu favor. O universo responderá automaticamente.

 

Sintoma 2: Ambiente desfavorável.

Tudo ao seu redor não te ajuda, pessoas, situações, clientes, projetos. Os fatos “falam” por si mesmo. Desde situações mais simples, como adquirir um produto/serviço, encontrar pessoas que possam colaborar com soluções para suas atividades. “Nada” conspira a seu favor. Esse é um sintoma que demonstra a necessidade de uma mudança profunda. Sua mentalidade está focada nos problemas e não nas soluções.

Normalmente isso demonstra a baixa autoestima, o desacreditar que você é capaz de criar algo positivo para a sua vida. As informações armazenadas no seu subconsciente estão te impedindo de modificar seu ambiente externo, pois o seu ambiente interno está repleto de crenças que limitam a cocriação de uma nova realidade. Você está apenas reproduzindo um conteúdo que não te serve mais.

Todos nós vivenciamos esse processo. No meu caso, tive que descontruir para reconstruir. Como fazer isso? É necessário reconhecer e aceitar a necessidade da mudança. Quando já se tentou todas as formas possíveis e imagináveis por meio da sua mente consciente, e nada muda, precisamos recorrer ao nosso inconsciente/subconsciente e destravar os bloqueios que estão impedindo a mudança.

Parar com o processo atual é o primeiro passo. Continuar repetindo o mesmo erro, é insano, pois criará mais do mesmo erro. É o que chamamos de “Roda do rato”.

Encontrei os sabotadores, quando comecei a meditar, esse processo por si só é um grande exercício de liberação de energia = informação “truncada”. Aprender a respirar corretamente, já é um grande processo de limpeza profunda, mas para isso terá que tomar a decisão de conectar-se a si mesmo.

 

Sintoma 3: Fuga.

Você busca sempre alguma outra atividade, como forma de aliviar momentaneamente a situação. Inconscientemente você acredita que isso mudará a situação, porém isso é externo, é a chamada “fuga” um meio de “autossabotagem” onde você confia em uma força externa a si mesmo.

Normalmente isso é revelado por àquelas pessoas que dizem: “Fique com Deus”, ele te ajudará.

Deus, a fonte, a energia primordial, está dentro de você, “gritando” para que você a “ATIVE”. Basta que você reconheça que é o Co Criador dos seus projetos. Ninguém irá fazer o seu processo interno,  mas quando o fizer, todo o caminho se abrirá e pessoas aparecerão para te ajudar.

Você não está sozinho nunca. A cocriação é inata a todo ser humano. Suas ideias são sua principal fonte de poder. Não delegue a ninguém.

Entendi esse processo, quando me dei conta de que existe apenas um mestre. Este foi o dia mais especial da minha vida, mas também o mais desafiador, pois a autorresponsabilidade foi internalizada.

 

Sintoma 4: Doenças físicas e emocionais.

Seu corpo começa a manifestar desajustes, pois ele está em desequilíbrio energético, funcional, biológico. Seu “campo”, está vulnerável. Tudo no universo é energia e está em movimento. Existe um campo eletromagnético em transição no planeta. Nosso corpo está num processo de ajuste. O que é um corpo em desalinhamento com a mente e o espírito? É um corpo sem finalidade. Nosso corpo físico é um instrumento que nos conduz para a realização de ações que “teoricamente” precisam contribuir para o nosso propósito nesse planeta.

Então não descuide, o nosso corpo, sempre indicará se estamos na direção correta ou não. Seu corpo para agir precisa da sua consciência, do seu comando, senão ele é apenas uma “ferramenta” inútil, que ficará “correndo de um lado para o outro”, ou andando em círculos, como a nossa famosa “Roda do Rato”.

No meu caso, a espiritualidade e a física quântica me auxiliaram no meu processo de transformação. Entendi que ambas são a mesma coisa. Ciência e espiritualidade são a mesma coisa. A espiritualidade te faz “crer para ver”. A física te faz “ver de fato”, comprovar na prática que tudo pode ser transformado, a isso denominei Cocriação de projetos.

 

Sintoma 5 – Comportamentos desfavoráveis.

Todo tipo de comportamento negativo, vitimização, medo, dificuldades de comunicação e outros,  chamados comportamento disfuncionais. A famosa frase, a “culpa é do vizinho”, revela a necessidade de uma mudança profunda.

Não querer abrir a “caixa”. O medo é uma criação da mente, ele na prática não existe, logo se você mudar esse padrão, deixar de alimentá-lo, ele irá desaparecer.

O medo é uma ilusão criada pela mente, não faz parte da sua essência. Seu SER é perfeito e precisa se manifestar. O conflito surge quando você impede o seu Eu superior de se manifestar, por “medo”. A autorrealização é a energia que te permite seguir em frente. A energia é criadora, logo a utilize com sabedoria, ela é o “combustível” para o sucesso.

 

Sua realidade hoje é apenas um reflexo de como está conduzindo esta energia.

Como eliminei o medo? Realizando na prática o objeto do meu medo. É libertador. Comece por situações menores, o processo será sempre o mesmo. Tenha uma ação consciente e direta. Isso promoverá uma liberação de energia reprimida ou negativa que será transmutada em energia positiva e começará a trabalhar a seu favor. Tudo no universo é energia.

 

Sua energia é criativa, este é o seu maior ativo e está disponivel todos os dias. Não o desperdice. Quando dominar esta energia, se tornará um CoCriador de projetos.